Compartilhar, , Google Plus, Pinterest,

Imprimir

Publicado em:

Acadêmicos de História visitam IPEHBC

Visita guiada aproximou jovens do arquivo e trouxe informações sobre conservação de documentos

© by Weslley Cruz

Um grupo de 15 acadêmicos do curso de História da Escola de Formação de Professores e Humanidades (EFPH) da PUC Goiás participou nesta quinta-feira, 14, de uma visita guiada ao Instituto de Pesquisas e Estudos Históricos do Brasil Central (IPEHBC), também ligado à instituição.

O grupo foi recebido pelo diretor do instituto, Antônio César Caldas Pinheiro e acompanhado pelo coordenador do curso, professor Ivan Vieira. “Estamos tentando trazer grupos semestralmente. Este é um espaço fundamental, um dos acervos mais ricos de documentos escritos que temos no Centro-Oeste”, frisa o professor. “Independente do objeto de pesquisa no futuro, é importante ter esse acesso e entender a materialidade dos documentos, sua conservação”, explica.

Conservação e memória

Foto: Weslley Cruz

Prestes a conhecer o acervo, o acadêmico do primeiro período Rafael Cavalcante, 22, se mostrou curioso para entender um pouco mais sobre as técnicas de conservação documental. “Eu tenho grande interesse em conhecer melhor minha área, então achei que seria uma boa oportunidade. Até hoje, a preservação dos livros que tenho em casa foi intuitiva”, diz.

Acostumado a acolher os grupos de acadêmicos da PUC Goiás e de instituições como UFG, UEG, IFG, mestrandos, doutorandos e pesquisadores independentes de todo o país, o diretor do IPEHBC, Antônio Caldas destacou a importância de dar acesso ao acervo desde o início da graduação. “É um primeiro contato com documentação, uma primeira conversa sobre suportes como o papel, pergaminho, microfilme, cds, dvds etc. Vamos mostrando e explicando”, ressalta. “É interessante mostrar os exemplos. Temos aqui no acervo materiais de 300 anos mais bem conservados que outros de 20 anos, isso por conta da qualidade do papel”.

O professor ainda lembra da importância da conservação documental para a memória coletiva. “Só cerca de 5% dos materiais existentes são guardados em arquivos, em média. É importante saber como preservar essa memória”.

  • 190314 - visita de alunos de história ao ipehbc - wc (9)
  • 190314 - visita de alunos de história ao ipehbc - wc (22)
  • 190314 - visita de alunos de história ao ipehbc - wc (24)
  • 190314 - visita de alunos de história ao ipehbc - wc (8)
  • 190314 - visita de alunos de história ao ipehbc - wc (31)
  • 190314 - visita de alunos de história ao ipehbc - wc (16)
  • 190314 - visita de alunos de história ao ipehbc - wc (12)
  • 190314 - visita de alunos de história ao ipehbc - wc (41)
  • 190314 - visita de alunos de história ao ipehbc - wc (47)
  • 190314 - visita de alunos de história ao ipehbc - wc (28)
  • 190314 - visita de alunos de história ao ipehbc - wc (53)
  • 190314 - visita de alunos de história ao ipehbc - wc (45)
  • 190314 - visita de alunos de história ao ipehbc - wc (74)
  • 190314 - visita de alunos de história ao ipehbc - wc (66)
  • 190314 - visita de alunos de história ao ipehbc - wc (44)
  • 190314 - visita de alunos de história ao ipehbc - wc (51)
  • 190314 - visita de alunos de história ao ipehbc - wc (64)
  • 190314 - visita de alunos de história ao ipehbc - wc (68)
  • 190314 - visita de alunos de história ao ipehbc - wc (65)
  • 190314 - visita de alunos de história ao ipehbc - wc (48)
  • 190314 - visita de alunos de história ao ipehbc - wc (59)
  • 190314 - visita de alunos de história ao ipehbc - wc (35)

Fotos: Weslley Cruz