Compartilhar, , Google Plus, Pinterest,

Imprimir

Publicado em:

Alunos de Análise de Desenvolvimento e Sistemas apresentam Projeto Integrador

Encerrando as atividades do período, estudantes apresentaram projetos desenvolvidos ao longo do semestre

Texto: Denise Alves, estagiária de jornalismo da Dicom/PUC Goiás

Na noite da terça-feira, 11, alunos do curso de Tecnologia em Análise de Desenvolvimento e Sistemas apresentaram os resultados dos Projetos Integradores do semestre no Auditório 1 da Área 2, no Setor Leste Universitário. Com apresentação de 2 projetos, os alunos trabalharam diferentes abordagens a fim de alinhar e integrar conteúdos teóricos e práticos das disciplinas propostas.

Segundo o professor André Luiz Alves, o projeto dá oportunidade aos alunos de interagir com todas as disciplinas que são trabalhadas durante o semestre e trazerem isso para a prática. “O Projeto integrador têm o objetivo de coroar um aprendizado que tiveram e onde eles tem que desenvolver um software, um produto seguindo um processo de desenvolvimento do projeto onde tem que ser gerenciado recursos envolvidos, restrições, critérios de qualidade, tempo e riscos. É um momento em que os alunos colocam em prática o aprendizado dos períodos anteriores do curso”, destacou. “Esperamos como motivação mostrar aos demais alunos do curso, desde o primeiro ao quarto período, que eles possam ver o que farão lá na frente”, conclui.

O acadêmico do 5° período do curso, Bruno Pereira Ramos, 26 anos, desenvolveu uma aplicação para auxiliar o trabalho de fisioterapeutas. “Eles [fisioterapeutas] reclamam que não têm uma ferramenta para fazer as avaliações e o controle de pacientes e que é uma atividade que eles realizam no dia a dia. No nosso projeto integrador nós criamos o Physioevolui, uma solução para facilitar a vida dos profissionais de fisioterapia e quem sabe conseguir uma proposta comercial para vender nosso produto e atingir o mercado”, conta. Para ele, que já atua na área como analista de testes, desenvolver um software é algo bem trabalhoso. “É um processo bem complicado com várias noites sem dormir, mas quando você vê seu projeto entregue é um momento de empolgação ao ver sua ideia funcionando e vê que todo seu esforço no decorrer do semestre valeu a pena”, ressaltou.