Compartilhar, , Google Plus, Pinterest,

Imprimir

Publicado em:

Educandos da Escola de Circo Dom Fernando apresentam novo espetáculo

Com o tema O Circo Social e a Superação da Violência, a apresentação tem como inspiração a Campanha da Fraternidade 2018

Texto: Denise Alves, estagiária de jornalismo da Dicom/PUC Goiás

A Escola de Circo Dom Fernando (ECDF) da PUC Goiás realizou na quarta-feira, 14, espetáculo de fim de ano com o tema O Circo Social e a Superação da Violência. A apresentação ocorreu em consonância com o tema da Campanha da Fraternidade desse ano, que é Fraternidade e superação da violência, tendo como lema Em Cristo somos todos irmãos.

Localizada na região Leste de Goiânia, a ECDF possui como referência a realidade e as necessidades da comunidade local. A escola atende, em média, 110 crianças e adolescentes em idades entre 07 e 16 anos. Além de contribuir na construção da cidadania de crianças e adolescentes em situação de vulnerabilidade social, através da integração das dimensões lúdicas, cognitivas, afetivas, emocionais, sociais e culturais, por meio de oficinas circenses, jogos e brincadeiras populares, iniciação esportiva e atividades reflexivas.

A coordenadora do Instituto Dom Fernando (IDF), profa. Elizabete Bicalho, ressaltou a importância da Escola de Formação da Juventude no contexto social dos jovens da região Leste. “Acreditamos que com esse projeto estamos contribuindo com essas crianças para sua vida hoje e também para o futuro. Preparamos essas crianças para uma vida saudável, sem violência, respeitando a diversidade e confiamos que eles têm bom resultados”, destacou.

Programação

Com um tema diferente a cada ano, os espetáculos deste ano na ECDF foram exibidos em três apresentações, onde foram apresentadas duas matinês nos períodos matutino e vespertino. No noturno, a apresentação reuniu alunos e comunidade da região na iniciativa comunitária da universidade, marcando a finalização das atividades do semestre. No palco, os alunos retrataram, através de linguagens artísticas, a superação em diferentes tipos de violência, física, verbal, psicológica, contra crianças, adolescentes e contra a mulher.

Superação da violência

Músicas, danças e muita alegria. Foi assim a ECDF abriu a noite com diversas apresentações circenses. Além de divertir, os espetáculos promoveram uma experiência única que mexeu com todos os sentidos da plateia.

Durante os espetáculos, foram apresentadas diversas performances circenses aprendidas durante as atividades da Escola, com os educandos trazendo ao palco frases sobre a superação de diversas formas de violência, como física, psicológica, social, casos de bullying, violência contra a mulher, etc. “As nossas crianças e adolescentes e até mesmo nós, vivemos diferentes tipos de violência no nosso cotidiano, na comunidade e escolas e a proposta aqui é trazer uma reflexão para que possamos repensar e vê como superar esses tipos de violências”, explicou a coordenadora da Escola, a psicóloga Janaína Gomes de Souza. “Aqui eles trazem uma mensagem através de uma performance, mas refazendo o que fazemos durante todo o semestre na escola”, concluiu.

  • DSC_5530
  • DSC_5531
  • DSC_5535
  • DSC_5540
  • DSC_5544
  • DSC_5547
  • DSC_5549
  • DSC_5553
  • DSC_5562
  • DSC_5563
  • DSC_5567
  • DSC_5573
  • DSC_5580
  • DSC_5584
  • DSC_5589
  • DSC_5594
  • DSC_5600
  • DSC_5610
  • DSC_5618
  • DSC_5623
  • DSC_5630
  • DSC_5634
  • DSC_5638
  • DSC_5639
  • DSC_5647
  • DSC_5652
  • DSC_5659
  • DSC_5660
  • DSC_5668
  • DSC_5672
  • DSC_5673
  • DSC_5676
  • DSC_5687
  • DSC_5700
  • DSC_5706
  • DSC_5708
  • DSC_5719
  • DSC_5736
  • DSC_5747
  • DSC_5750
  • DSC_5755
  • DSC_5757
  • DSC_5766
  • DSC_5771
  • DSC_5782
  • DSC_5790
  • DSC_5805
  • DSC_5812
  • DSC_5817
  • DSC_5818

Fotos: Ana Paula Abrão