Compartilhar, , Google Plus, Pinterest,

Imprimir

Publicado em:

Seminário amplia discussão sobre democracia e liberdade de expressão

Evento interdisciplinar reuniu acadêmicos da PUC Goiás para discutir questões que se relacionam com o ponto central da conquista e exercício da cidadania

© by Ana Paula Abrão

Texto: Denise Alves, estagiária de jornalismo da Dicom/PUC Goiás

A Escola de Comunicação da PUC Goiás realizou na noite da segunda-feira, 29, o Seminário Comunicação, Democracia e Liberdade de Expressão. Com discussões sobre os 50 anos do AI-5 e 30 anos da Constituição Cidadã de 1988, o evento contou com duas mesas-redondas, uma no período matutino e outra no período noturno, para debater o tema sob diferentes aspectos na perspectiva de três momentos distintos do país: 1968,1988 e 2018.

De olho na ampliação do debate sobre o assunto, os participantes abordaram os fortes vínculos com a história do Brasil, apontaram avanços e conquistas, além de analisar cenários futuros. A programação reuniu alunos e professores dos cursos de Direito, Relações Internacionais, Jornalismo e Publicidade e Propaganda da universidade e de outras instituições de ensino no Teatro PUC, Câmpus V.

Durante a abertura, no período noturno, a diretora da Escola de Comunicação Sabrina Moreira de Morais parabenizou a participação e o empenho dos alunos, ressaltando a necessidade de um olhar voltado para o momento atual do país. “É com muita alegria que realizamos a terceira edição do evento interdisciplinar da Escola de Comunicação. Temos consolidado a produção dos alunos que se tornaram protagonistas deste evento e a proposta é que possamos trazer para esses alunos um desafio de produção de conteúdo de comunicação que dialogue com as temáticas apresentadas”, ressaltou.

Conhecimento

Além dos corpos docente e discente da Escola de Comunicação da PUC Goiás, o evento contou com o apoio da Escola de Formação de Professores, da Escola de Direito, Relações Internacionais e do Programa de Direitos Humanos (PDH) da universidade, e também de convidados membros do Ministério Público de Goiás, que forneceram informações e vivências quanto à defesa dos direitos dos cidadãos e do resguardo de preceitos democráticos em sociedade.

Segundo o professor Marcos Marinho, a comunicação é primordial para a vivência em sociedade. “Um evento deste tipo traz para refletirmos sobre a necessidade do pensamento e do debate constante, sobre elementos fundantes da nossa sociedade, que é a democracia, a liberdade de expressão e a comunicação. Nisto, o processo comunicacional é vital para a manutenção do nosso contexto social pacífico” frisou.

Programação

O período da manhã foi marcado pela participação de profissionais de diferentes segmentos que apresentaram aos acadêmicos suas experiências no mercado de comunicação. Em mesa-redonda, a procuradora do Ministério Público Ana Cristina Peternella, o professor Eduardo Gusmão de Quadros, a coordenadora do curso de Relações Internacionais Aline Tereza Borghi Leite, e a professora Francielle Felipe debateram, em sentido plural, diferentes aspectos que a reunião das temáticas em discussão. A programação também incluiu a exposição fotográfica de trabalho da professora Mariana Capeletti.
À noite, o evento contou com a presença dos professores Paulo Henrique Faria Nunes, Marcos Marinho, Deborah Rodrigues Borges, além da participação da procuradora do Ministério Público de Goiás Sandra Mara Garbelini e da pesquisadora do PDH, professora Núbia Simão.