Compartilhar, , Google Plus, Pinterest,

Imprimir

Publicado em:

Simpósio movimenta alunos da Escola de Comunicação

Em sua oitava edição, o evento discute problemáticas da atualidade que atingem o campo comunicacional

Texto: Denise Alves, estagiária de jornalismo da Dicom/PUC Goiás

Com discussões de temas e problemáticas da contemporaneidade que impactam o campo da Comunicação, acadêmicos, professores e cientistas comunicacionais de diferentes áreas se reuniram no Teatro PUC, na noite de quinta-feira, 18, para o 8° Simpósio de Pesquisa em Comunicação da PUC Goiás. O evento é realizado pela Escola de Comunicação Social, composta pelos cursos de Jornalismo, Publicidade e Propaganda e com o apoio entidades de amparo a pesquisa.

Neste ano, o tema central do evento, Comunicação, Tecnologia e Desigualdades Sociais, que está articulado ao IV Congresso de Ciência e Tecnologia da PUC Goiás, traz a cena uma reflexão crítica que contribuí para o enfrentamento do mundo contemporâneo que exige dos profissionais condutas éticas e humanizadas, visando a produção de conhecimento. “Pelo quarto ano seguido a nossa Escola de Comunicação consegue por meio de vários professores e alunos envolvidos realizar mais uma vez a oportunidade para estarmos aqui e ter acesso ao conhecimento, partilhar conhecimento entre alunos, pesquisadores e pessoas que são de fora”, ressaltou a profa. Adriana Rodrigues Ferreira, coordenadora do curso de Publicidade e Propaganda.

Na programação do período noturno, o professor em Comunicação da Cásper Líbero, Luís Mauro Sá Martino, mediado pelo prof. de Jornalismo Luiz Signates, ministrou a palestra Comunicação, Tecnologias e Desigualdades Sociais, onde abordou a temática geral do evento. “Diante do desconhecido, uma reação humana muito comum, para o bem e para o mal, é o medo. Então, a desigualdade tende a criar uma barreira na representação que tenho do outro, impedindo um contato e essa barreira, talvez, seja uma das mais cruéis, a barreira do imaginário do outro”, destacou.

Para o coordenador do curso de Jornalismo, prof. Antônio Carlos Cunha, a construção da ciência e do pensamento é também uma forma de posicionarmos. “Estamos em uma instituição que preza pelo ensino, pesquisa e pela formação em seu conjunto. Somos privilegiados em ter conosco pessoas com conhecimento para compartilhar em um momento em que pensar tem sido desafiador e construir conhecimento tem sido um grande desafio “, salientou.

Programação

O Simpósio segue até o dia 20 com uma programação que contempla conferências, painéis de trabalho, mostras acadêmicas de Conclusão de Curso, apresentações de projetos de Iniciação Científica e apresentação das produções científicas, em desenvolvimento, por professores e alunos que compõem os núcleos de pesquisa em Comunicação. Mais informações sobre o evento podem ser encontradas clicando aqui.