Compartilhar, , Google Plus, Pinterest,

Imprimir

Publicado em:

Jornada amplia discussão sobre suicídio

Evento reuniu comunidade discente da PUC Goiás para leituras interdisciplinares de duas performances artísticas, focalizando o Setembro Amarelo

© by Ana Paula Abrão

Texto: Denise Alves, estagiária de jornalismo da Dicom/PUC Goiás

O Núcleo de Ensino, Pesquisa e Extensão em Linguagem, Comunicação, Estética e Arte (NEPE-LCEA) da PUC Goiás realizou na noite da quinta-feira, 27, no Auditório da Escola de Formação de Professores e Humanidade, a II Jornada LCEA In Scena. Diante de uma plateia lotada, composta por alunos de diferentes cursos da universidade, o evento foi marcado por um momento de reflexão e integração.

Focalizando o Setembro Amarelo, a segunda edição da jornada levou à comunidade acadêmica discussões sobre leituras interdisciplinares das performances Acordar palavras, de Divina Paiva e Pra que lona nesse circo?, de Danilo Alencar. Na ocasião, os professores Edilene Oliveira (Letras-Linguística), Annunziata Spenciere (Letras-Literatura), Luiz Signates (Comunicação) e Pedro Cáceres (Teologia), mediados pela profa. Sara de Castro, discutiram as performances fazendo as leituras dessas obras sob a visão de diferentes áreas.

O diretor da Escola de Professores e Humanidades, Romilson Siqueira, ressaltou a importância do evento para a discussão de temas contemporâneos direcionados à diversidade de pontos de vista. “Essa é uma atividade que agrega toda a universidade. Os professores que trabalham com língua portuguesa e disciplinas deste Nepe, por exemplo, articulam junto com seus alunos temas que são pertinentes para a formação humana. É mais uma forma da universidade contribuir para a formação destes alunos e professores das diferentes escolas da PUC Goiás”, disse.

Para o prof. do curso de Jornalismo Luiz Signates, a leitura envolve todos os elementos simbólicos do meio, de forma que as melhores leituras são aquelas que são feitas após longa meditação. “Quanto mais plural for a nossa capacidade de enxergar o mundo, as coisas e as pessoas, mais ricas vão ser as leituras que fazemos de todos os elementos simbólicos e das informações que o mundo traz para nós, de forma que somente o conhecimento pode trazer enriquecimento de conhecimento”, salientou.

Setembro Amarelo

Setembro é o mês mundial de prevenção do suicídio. Iniciado no Brasil em 2015, pelo Centro de Valorização da Vida (CVV), pelo Conselho Federal de Medicina (CFM) e pela Associação Brasileira de Psiquiatria (ABP), a campanha visa sensibilizar e conscientizar a população sobre os altos índices de suicídio no país e que essas mortes podem ser prevenidas.

Nesta edição, a Jornada LCEA In Scena trabalhou o tema para conscientizar os alunos deste problema tão grave e que tira tantas vidas todos os anos. A coordenadora do evento, profa. Návia Costa destacou que a universidade cumpre um papel social ao abrir espaço para a discussão de um tema tão sério. “A cada semestre nós realizamos essa jornada e sempre buscamos associá-la a um tema. No semestre passado, associamos a Campanha da Fraternidade e nesse semestre escolhemos o tema do Setembro Amarelo, que é a prevenção do suicídio”, frisou.

  • DSC_8576
  • DSC_8581
  • DSC_8583
  • DSC_8588
  • DSC_8590
  • DSC_8591
  • DSC_8592
  • DSC_8600
  • DSC_8608
  • DSC_8613
  • DSC_8622
  • DSC_8629
  • DSC_8635
  • DSC_8640
  • DSC_8656
  • DSC_8664
  • DSC_8670
  • DSC_8684
  • DSC_8690
  • DSC_8694
  • DSC_8697
  • DSC_8702
  • DSC_8706
  • DSC_8707
  • DSC_8709
  • DSC_8710
  • DSC_8714
  • DSC_8721
  • DSC_8727
  • DSC_8734
  • DSC_8737
  • DSC_8740
  • DSC_8747

Fotos: Ana Paula Abrão