Compartilhar, , Google Plus, Pinterest,

Imprimir

Publicado em:

Aula inaugural une Letras e Relações Internacionais

Evento discutiu direitos humanos a partir da análise do discurso

© by Ana Paula Abrão

Aula inaugural integrada realizada no Auditório da Escola de Formação de Professores e Humanidades (EFPH) da PUC Goiás, no Setor Leste Universitário, abriu o semestre do curso de Letras da universidade. Ocorrido na noite desta terça-feira, 25, o evento congregou, também, estudantes de Relações Internacionais e de outras licenciaturas da instituição.

Diretor de arte e cultura do Centro Acadêmico José J. Veiga, do curso de Letras, o aluno Maurício Machado, explica que a intenção da inciativa foi “discutir os direitos humanos a partir da análise do discurso tendo em vista o atual contexto”.

Para tanto, três professores de Letras foram convidados para o debate: a profa. Célia Silva, da Universidade Federal de Goiás (UFG), a profa. Edilene Maria de Oliveira e o prof. Rômulo da Silva, estes últimos da PUC Goiás.

A profa. Edilene apresentou aos participantes uma análise sobre direitos humanos a partir da linguagem. Ela abordou as mudanças na perspectiva das pessoas em relação a essa temática por meio de causas sócio-históricas. “Com certeza, passou-se de um ponto de vista bem favorável, positivo da concepção de direitos humanos, para um ponto de vista negativo”, compara.

A docente relaciona o recrudescimento da violência como uma das causas dessa modificação de pensamento. “A questão da violência se tornou tão banal que, hoje, dizer que defender um criminoso, mesmo que ele tenha direito a isso, é visto pelas pessoas como negativo. A violência é tão geral que despertou na mente das pessoas mais um desejo de vingança do que de ver um caso julgado”, alertou.

Interdisciplinaridade

Coordenadora do curso de Letras da universidade, a profa. Hellen Amorim, destaca o viés interdisciplinar do evento. “[a aula] tem essa relação interdisciplinar, interdepartamental entre esses dois cursos e também envolve o protagonismo desses meninos que assumiram os centros acadêmicos tanto de Relações Internacionais quanto de Letras”, frisa, citando a nova gestão das entidades estudantis.

(Com a colaboração de Denise Alves, estagiária de Jornalismo da Dicom)

  • 180925 - Aula integrada de relações internacionais e letras - ap (1)
  • 180925 - Aula integrada de relações internacionais e letras - ap (2)
  • 180925 - Aula integrada de relações internacionais e letras - ap (3)
  • 180925 - Aula integrada de relações internacionais e letras - ap (4)
  • 180925 - Aula integrada de relações internacionais e letras - ap (5)
  • 180925 - Aula integrada de relações internacionais e letras - ap (7)
  • 180925 - Aula integrada de relações internacionais e letras - ap (8)
  • 180925 - Aula integrada de relações internacionais e letras - ap (9)
  • 180925 - Aula integrada de relações internacionais e letras - ap (12)
  • 180925 - Aula integrada de relações internacionais e letras - ap (14)
  • 180925 - Aula integrada de relações internacionais e letras - ap (15)
  • 180925 - Aula integrada de relações internacionais e letras - ap (17)
  • 180925 - Aula integrada de relações internacionais e letras - ap (22)
  • 180925 - Aula integrada de relações internacionais e letras - ap (23)
  • 180925 - Aula integrada de relações internacionais e letras - ap (33)
  • 180925 - Aula integrada de relações internacionais e letras - ap (35)
  • 180925 - Aula integrada de relações internacionais e letras - ap (37)
  • 180925 - Aula integrada de relações internacionais e letras - ap (39)
  • 180925 - Aula integrada de relações internacionais e letras - ap (41)
  • 180925 - Aula integrada de relações internacionais e letras - ap (43)

Fotos: Ana Paula Abrão