Compartilhar, , Google Plus, Pinterest,

Imprimir

Publicado em:

Incubadora da PUC Goiás é apresentada para todo país

Gestores de incubadoras realizaram visita técnica nesta quinta-feira,20, para conhecer as práticas de empreendedorismo e inovação dos projetos incubados

Gestores de incubadoras, parques tecnológicos e empreendedores de todo o Brasil visitaram a Incubadora de Empresas da PUC Goiás na manhã desta quinta-feira, 20, na Escola de Gestão e Negócios da instituição (Área 1), para conhecer a infraestrutura, missão e projetos incubados. Os visitantes são congressistas da 28ª Conferência da Associação Nacional de Entidades Promotoras de Empreendimentos Inovadores (Anprotec), realizada neste ano em Goiânia, que abordou a temática Agronegócio, tecnologia e inovação para um público participante de 600 pessoas. A visita técnica na universidade fecha a programação da conferência e foi conduzida pelo coordenador da Incubadora, prof. Cárbio Waqued.

“A Anprotec, para nós, é a grande referência de empreendedorismo e inovação no Brasil. Neste ano, tivemos o presente de acolher a conferência na cidade de Goiânia e somos agraciados com essa representatividade, porque somos a primeira incubadora a ser visitada no dia de hoje, além de outras instituições renomadas. Recebemos esse grupo de referência para avaliar como estamos e onde queremos chegar”, ressaltou o prof. Cárbio. A Incubadora da instituição já cadastrou 23 projetos de empreendedorismo e inovação oriundos da comunidade acadêmica e sociedade em geral.

Para a superintendente executiva da Associação, Sheila Oliveira Pires, a visita técnica foi de relevância para a troca de experiências entre a instituição e os empreendedores, composto em sua grande parte por gestores de incubadoras de empresas. A conferência, que nos últimos quatro dias aglutinou palestras, minicursos, sessões plenárias e workshops, reservou este dia para um contato maior dos gestores com as práticas de inovação. Os participantes foram divididos em grupos focais, de acordo com a área de interesse.

Ideias empreendedoras

Outro momento que marcou a visita técnica dos gestores foi a apresentação de alguns projetos de destaque que já foram acolhidos pela universidade. A pós-doutora em Medicina Veterinária, Leila Leal, viu na Incubadora uma oportunidade para solucionar demandas que não conseguia resolver sozinha. A pesquisadora criou um travesseiro para acalmar pets, usando a terapia olfativa.

“Como fiquei muito tempo na academia estudando, resolvi montar uma empresa onde trabalho com plantas medicinais para auxiliar na saúde e no bem estar animal”, declarou a pesquisadora. Pela incubadora, a empreendedora encontrou um auxílio para ajudar no design do produto, como colocá-lo no mercado, além da utilização de mídias digitais para divulgação do mesmo.

Já a egressa do curso de História da instituição, Geovanna de Castro, viu na Incubadora uma oportunidade para potencializar as ações de um projeto social que existe há 16 anos em Goiânia e atua na área da cultura popular. “É um crescimento diário e precisamos de qualificação. As pessoas precisam entender que os projetos sociais têm muito a levar para a sociedade e no, nosso caso, podemos contribuir por meio da arte e educação”, pontuou. Geovanna e o esposo possuem uma pequena fábrica onde são confeccionados e comercializados instrumentos de percussão. Eles pretendem qualificar o trabalho e ampliar o projeto por meio da incubação.

Mais informações sobre a Incubadora de Empresas da PUC Goiás podem ser obtidas pelo telefone: 3946-1227

  • 180920 - Incubadora Inovação WA (1)
  • 180920 - Incubadora Inovação WA (4)
  • 180920 - Incubadora Inovação WA (6)
  • 180920 - Incubadora Inovação WA (17)
  • 180920 - Incubadora Inovação WA (23)
  • 180920 - Incubadora Inovação WA (27)
  • 180920 - Incubadora Inovação WA (32)
  • 180920 - Incubadora Inovação WA (33)
  • 180920 - Incubadora Inovação WA (41)
  • 180920 - Incubadora Inovação WA (45)

Fotos: Wagmar Alves