Compartilhar, , Google Plus, Pinterest,

Imprimir

Publicado em:

Dia da Engenharia de Produção movimenta universidade

5ª edição do evento traz a temática de como ser um profissional do futuro

© by Wagmar Alves

Um evento de iniciativa estudantil, composto por palestras, workshops e visitas técnicas, com o intuito de qualificar os acadêmicos além da sala de aula. Com o tema, Como ser um profissional do futuro, a 5ª Edição do Dia da Engenharia de Produção foi aberta na manhã desta sexta-feira, 14, na Escola de Gestão e Negócios (Área 1) e continua até o final do dia.

No turno matutino, um dos destaques desta edição foi a palestra proferida pelo diretor de engajamento do IEG, Nelson Sampaio, intitulada Planejamento na prática e competências essenciais. Ele compartilhou com o público sua experiência no mundo organizacional: “as empresas têm organizado práticas de gestão mais avançadas. A simplicidade é tudo em um planejamento estratégico e precisamos desmitificar a questão sobre como isso funciona na prática. Há uma série de possibilidades na carreira, liderar projetos é essencial”, declarou.

A coordenadora do curso de Engenharia de Produção da universidade, profa. Ximena Vázquez, explica que a temática do evento vai ao encontro das demandas trazidas pelos estudantes, de promover a capacitação para as necessidades do mundo do trabalho futuramente. Ela ressalta que o leque trabalho é amplo, incluindo as áreas financeira, industrial e de serviços. Diante dessas possibilidades, o engenheiro de produção contribui para a otimização e aumento da produtividade das organizações que funcionam com recursos materiais, tecnológicos e pessoas “Muitas empresas têm nos procurado para indicar estágios que atuem na área hospitalar, farmacêutica, financeira, processos produtivos e consultoria”, analisa.

Para o acadêmico João Essado, organizador desta edição, o evento é uma oportunidade para ir além da universidade. Ele pôde aprender como funciona a organização de um evento, desde a logística do espaço, inscrições, captação de patrocínio e diálogo com a instituição. Ele destacou o apoio da universidade e a somatória desta iniciativa ao seu currículo profissional: “se o acadêmico se limitar à sala de aula e ao estágio, perde a chance de aprender coisas novas e hoje tudo muda muito rápido, por isso é importante o aluno se atualizar, olhar para o futuro”, complementa. Além das palestras, os estudantes realizaram visitas técnicas em empresas renomadas para entender como o trabalho do engenheiro de produção funciona na prática.


  • 180914 - Engenharia de Produção WA (4)
  • 180914 - Engenharia de Produção WA (5)
  • 180914 - Engenharia de Produção WA (17)
  • 180914 - Engenharia de Produção WA (24)
  • 180914 - Engenharia de Produção WA (25)
  • 180914 - Engenharia de Produção WA (39)
  • 180914 - Engenharia de Produção WA (40)
  • 180914 - Engenharia de Produção WA (44)
  • 180914 - Engenharia de Produção WA (51)
  • 180914 - Engenharia de Produção WA (56)
  • 180914 - Engenharia de Produção WA (62)
  • 180914 - Engenharia de Produção WA (68)
  • 180914 - Engenharia de Produção WA (74)
  • 180914 - Engenharia de Produção WA (79)
  • 180914 - Engenharia de Produção WA (83)
  • 180914 - Engenharia de Produção WA (84)
  • 180914 - Engenharia de Produção WA (87)
  • 180914 - Engenharia de Produção WA (89)
  • 180914 - Engenharia de Produção WA (90)
  • 180914 - Engenharia de Produção WA (93)
  • 180914 - Engenharia de Produção WA (96)
  • 180914 - Engenharia de Produção WA (107)

Fotos: Wagmar Alves