Compartilhar, , Google Plus, Pinterest,

Imprimir

Publicado em:

Mestrado em Letras recebe o prof. Arnaldo Saraiva

Amigo de Carlos Drummond de Andrade fez análise inédita na PUC Goiás durante aula inaugural do Mestrado em Letras

© by Jota Júnior

O poeta, ensaísta, tradutor e cronista português, o professor emérito da Universidade do Porto (Portugal), Arnaldo Saraiva, ministrou palestra ontem, 18, durante a aula inaugural do Mestrado em Letras da PUC Goiás, na Área 2. Em sua explanação, intitulada Carlos Drummond de Andrade uma pedra (preciosa) no meio do caminho, o pesquisador fez uma alusão à vida e obra do amigo Drummond, poeta brasileiro com quem teve a oportunidade de conviver e editar o livro Uma pedra no meio do caminho – Biografia de um poema, publicado no final da década de 60 do último século.

O pesquisador, que veio pela primeira vez em Goiânia com o escritor Gilberto Mendonça Teles, já visitou o Brasil outras vezes para  pesquisar a obra de Drummond, além de participar de bancas e proferir palestras. “Conheci não só o poeta, autor de muitos textos fundamentais da língua portuguesa, como também o homem. Foi uma pedra preciosa no meu caminho. Em relação ao poema, ao contrário de muitas leituras que admitem que a pedra é apenas um elemento dramático, o poema é ambíguo e pode permitir a leitura de uma pedra preciosa, no sentido positivo, inesquecível por vários motivos”, declarou o professor. O conteúdo da conferência nunca foi apresentado em Portugal, por isso, teve enfoque inédito na PUC Goiás.

O evento, prestigiado pela coordenação do Mestrado, corpo docente, discente e pela pró-reitora de Pós-Graduação e Pesquisa, profa. Milca Severino, também abriu o XI Seminário de Dissertações em Desenvolvimento do Programa de Pós-Graduação em Letras da universidade, momento em que os estudantes ingressantes do ano de 2017 apresentam suas pesquisas, que estão em andamento, e debatem o conteúdo com os professores.

Para a coordenadora do Mestrado em Letras, profa. Maria de Fátima Gonçalves Lima, a presença do prof. Arnaldo é um coroamento da internacionalização, além de representar o crescimento do Programa, que já tem parcerias firmadas com a Universidade do Porto (Portugal), Universidade Fernando Pessoa (Portugal), Universidade Sorbonne-Nouvelle Paris 3 (França) e Universidade de Salamanca (Espanha).

A pró-reitora Milca ressaltou que a interação com universidades estrangeiras tem um significado importante para a universidade, que além de contribuir para o avanço do conhecimento, interage com outros centros e pesquisadores: “é uma oportunidade que deve ser muito valorizada pelos estudantes, ao ter acesso a professores tão comprometidos na área de Letras. Nos nossos programas de mestrado e doutorado sempre acontecem atividades acadêmicas acadêmicas com a participação de convidados estrangeiros”, pontuou.