Compartilhar, , Google Plus, Pinterest,

Imprimir

Publicado em:

Famílias comemoram Dia Down com festa especial

Ação contou com o apoio e participação do projeto Alfadown, ligado ao Pris

© by Weslley Cruz

Celebrado em todo o mundo no dia 21 de março, o Dia Internacional da Síndrome de Down foi lembrado, em Goiânia, com uma grande festa na noite de ontem, no Setor Nova Suiça. A ação Dia Down na Casa X, promovida pelo Grupo Down Amor a Mais com o apoio do projeto Alfadown da PUC Goiás, reuniu centenas de crianças, adolescentes e adultos down com seus familiares.

No salão de festas, uma “nave da Xuxa” chamava a atenção de todos. No meio da festa, a nave desceu com um casal de crianças e suas companheiras paquitas. Todos ficaram atentos.

Imediatamente após, as luzes se apagaram e as televisões do local trouxeram a imagem e a voz da mulher que de tão querida e conhecida, é considerada a “rainha dos baixinhos” há décadas: a apresentadora Xuxa Meneghel, proprietária da franquia Casa X. “Alô baixinhos de Goiânia, estou muito feliz de poder mandar um beijo hoje. O dia de vocês é todos os dias, no meu coração”, disse.

A mensagem foi repetida para que todos pudessem entender claramente toda a mensagem. “Para a gente é realmente todo dia. Nossa vida são eles. Hoje, em especial, queremos mostrar para o mundo que eles podem tudo”, explica Flávia Carneiro, mãe da Educarda, de oito anos.

Sobre o lugar escolhido, Flávia se alegra com o acerto. “Ela [a Eduarda] ama a Xuxa. Falei que seria aqui e ela ficava fazendo assim [brinca com as mãos na cabeça, como se segurasse xuxinhas de cabelo]”, lembra.

Coordenadora do grupo, mãe da Yamanee, de seis anos, e participante do Alfadown, Rejane Barbosa do Santos entrou no clima e foi a caráter, vestida de Paquita. “A vida deles [os down e suas famílias] é muito voltada para terapias. Então, escolhemos este dia para estarmos juntos”, justifica, sobre a escolha do formato de festa.

No salão, enquanto as entrevistas jornalísticas eram realizadas a presença da Galinha Pintadinha agitou meninas e meninos. Outras atrações como teatro, outros personagens do imaginário infantil e brinquedos também ocuparam a todos. Os pais, ligados ao grupo, ao Alfadown e a outras iniciativas existentes em Goiânia, aproveitaram para interagir entre si. “Nós somos como uma família. Nos ajudamos, entendemos só pelo olhar. Todo dia é uma descoberda, um aprendizado. Eu sou feliz demais”, conta Flávia.

Alfadown

Há dois anos, o projeto Alfadown, ligado ao Programa de Referência em Inclusão Social (Pris) da PUC Goiás, participa das ações em conjunto com o grupo. Em 2018, os 120 educandos foram convidados gratuitamente para participarem do momento com suas famílias.

“As mães demonstraram que queriam um momento de festa. Anteriormente, o dia sempre foi de conscientização, de atividades formativas, palestras. Hoje, é uma festa mesmo, um momento de descontração”, justifica a coordenadora do Pris, professora Juliana Hannum.

  • DSC_4150
  • DSC_4070
  • DSC_4032
  • DSC_4055
  • DSC_4027
  • DSC_4050
  • DSC_4071
  • DSC_4052
  • DSC_4054
  • DSC_4060
  • DSC_4066
  • DSC_4067
  • DSC_4074
  • DSC_4088
  • DSC_4089
  • DSC_4095
  • DSC_4103
  • DSC_4105
  • DSC_4111
  • DSC_4078
  • DSC_4104
  • DSC_4113
  • DSC_4117
  • DSC_4124
  • DSC_4125
  • DSC_4135
  • DSC_4159
  • DSC_4136
  • DSC_4171
  • DSC_4147
  • DSC_4138
  • DSC_4144
  • DSC_4173
  • DSC_4145
  • DSC_4148
  • DSC_4154
  • DSC_4157
  • DSC_4162
  • DSC_4175
  • DSC_4184
  • DSC_4190
  • DSC_4204
  • DSC_4194
  • DSC_4209

Fotos: Ana Paula Abrão e Weslley Cruz