Compartilhar, , Google Plus, Pinterest,

Imprimir

Publicado em:

Em alta, pós-graduação tem duplo desafio

Capilarização e internacionalização se apresentam como alternativas para mestrados e doutorados vencerem as desigualdades regionais

© by http://Jota%20Junior

O duplo desafio enfrentado pela pós-graduação – chegar a diferentes regiões e estados brasileiros e, ao mesmo tempo, se internacionalizar – foi o tema de aula inaugural na PUC Goiás na noite desta terça-feira, 20. O Programa de Pós-Graduação em Educação (PPGE) da universidade reuniu pesquisadores e pós-graduandos no Auditório da Escola de Formação de Professores e Humanidades (EFPH) para acompanhar conferência sobre o assunto.

O evento abre o semestre oficialmente e foi marcado por homenagens, como o minuto de silêncio pela vereadora Marielle Franco (Psol/RJ), executada na última semana, e a despedida da professora Glacy Queiros Roure, que se desligou da universidade para se dedicar a outros projetos (leia abaixo).

Palestrante convidado, o prof. Luiz Dourado, da Faculdade de Educação da Universidade Federal de Goiás (UFG), lembrou que a pós-graduação tem passado, nos últimos anos, por um forte processo de expansão. “Mas temos ainda uma desigualdade”, alertou. Ele explica que os cursos estão fortemente concentrados na região Sudeste, embora um crescimento significativo tenha sido registrado no Norte, no Centro-oeste e no Nordeste brasileiro, nos últimos anos. “O aumento foi significativo face aos percentuais da região, mas ainda distante para termos uma pós-graduação mais equitativa do ponto de vista regional”, comparou.

Dourado cita ainda que a pós-graduação passou por mudanças em relação às formas de avaliação, algumas para “atender o clamor do segmento acadêmico, mas outras precisam ser mais bem equacionadas.”

Posicionamento

O coordenador do programa, prof. Aldimar Jacinto Duarte, frisou que nos últimos dois anos diversos movimentos impactaram negativamente a área de pós-graduação. “Isso tem nos exigido uma reação enquanto academia. Este programa de pós-graduação tem se posicionado de forma contundente e efetiva sobre o papel da educação e de seus intelectuais na defesa da democracia”, afirmou.

A assessora da diretoria da EFPH, profa. Rosemary Francisca Neves, deu boas-vindas aos professores e pós-graduandos neste novo semestre letivo. Ela ressaltou que o espaço da universidade é “de construção do saber em conjunto”.

A pró-reitora de Pós-Graduação e Pesquisa, profa. Milca Severino, fez um convite à reflexão sobre a superação da violência, referindo-se a mobilização que será realizada pela PUC Goiás nesta quinta-feira, 22. “Esse programa de pós-graduação oportuniza muitas possibilidades de entendimento do que está acontecendo”, afirmou.

Durante a abertura do semestre, professores e pós-graduandos em Educação pela PUC Goiás lançaram seus livros.

Homenagem  

A aula inaugural também marcou a despedida da profa. Glacy Queiros Roure, que decidiu se desligar da vida acadêmica. Ela foi homenageada pelo programa por meio da profa. Elianda Tiballi, que leu uma carta de despedida para a colega. Muito emocionada, a docente recordou sua trajetória na PUC Goiás, sua carreira acadêmica e sua participação no programa Aldeia Juvenil da instituição. “Sou muito grata à minha família, aos filhos, aos colegas e à universidade. Um novo tempo no meu trabalho se inicia”, afirmou, referindo-se à sua atuação na área de psicanálise.