Compartilhar, , Google Plus, Pinterest,

Imprimir

Publicado em:

Encontro de ligas trabalha interdisciplinaridade

Evento será semestral, reunindo as ligas acadêmicas da Escola de Ciências Agrárias e Biológicas

© by Weslley Cruz

Teve início nesta segunda-feira, 12. o 1º Encontro de Ligas Acadêmicas da Escola de Ciências Agrárias e Biológicas, iniciado ontem, no Auditório do Bloco S do Câmpus II, no Jardim Mariliza. Cerca de 300 estudantes e professores participam da iniciativa, que reúne acadêmicos das cinco ligas acadêmicas do curso de Ciências Biológicas e alunos de outros cursos, como Agronomia, Zootecnia e Medicina Veterinária, em torno de palestras interdisciplinares.

“É uma forma de socializar esse conhecimento, reunindo o que tem sido estudado em todas as ligas”, explica a professora Maria Vilma, orientadora da Liga Acadêmica de Botânica (Labot), responsável pela primeira edição do evento.

Para tanto, cada liga propôs a apresentação de um palestrante, mas pensando de forma que todos os acadêmicos e pesquisadores pudessem tirar proveito, interagindo com os palestrantes e analisando possibilidades de atuação. “Trouxemos palestras que se ligam umas nas outras, tentamos esse encaixe”, frisa a presidente da Labot e acadêmica de Biologia, Lorena Novais, 22.

Neste primeiro dia, falaram aos alunos o pós-doutorando indiano Rajib Deb, com a palestra Genomic intervention towards developing thermos resilience cattle, e o professor doutor Claudio Magalhães.

Egresso da universidade, o professor Claudio ministrou a palestra Microfósseis carbonáticos e suas aplicações práticas. “É uma área bem diversa”, explicou, ao falar das aplicações possíveis aos jovens pesquisadores. Sobre a sensação de estar de volta, refletiu. “Me vejo muito nesses alunos. Eu também participava de palestras com doutores, imaginava uma distância, mas esse distânciamento não é intelectual, é só temporal”, disse. “É um processo natural. Se você se formar, iniciar um mestrado, um doutorado, fatalmente você vai estar aqui também, no meu lugar. Infelizmente, parece uma barreira intrasponível, mas não é”, afirmou.

A atividade integradora continua amanhã, e ocorrerá semestralmente. Participaram desta primeira edição as Ligas Acadêmicas de Botânica (Labot), de Mutagênese e Monitorament Ambiental (Lamma), de Estudos Paleontológicos (Lacep), de Ecologia (Ecoliga) e de Zoologia (Lazoo).