Compartilhar, , Google Plus, Pinterest,

Imprimir

Publicado em:

Universidade publica novo Regimento Geral

Documento institui média 6,0 para os cursos de graduação

A PUC Goiás divulga nesta quinta-feira, 18, o novo Regimento Geral, aprovado pelo Conselho Universitário em dezembro do ano passado. O documento substitui o anterior, vigente desde 2006, e é uma resposta às demandas externas e internas da instituição.

O regimento se articula em seis títulos e aborda desde a estrutura organizacional ao ordenamento jurídico; explana sobre estrutura das escolas, secretarias, coordenação dos programas de pós-graduação, extensão universitária, além, dos princípios e regras gerais, admissão de estudantes, entre outros aspectos referentes ao universo acadêmico e deveres do corpo docente e administrativo.

Nova média

Entre as novidades, o artigo 129 do documento determina a média 6,0 (seis) como a mínima para aprovação do estudante nas disciplinas.

Para a pró-reitora de Graduação, professora Sônia Margarida Gomes Sousa, a mudança caminha em direção ao alinhamento com as universidades de referência no país, como as Pontifícias Universidades Católicas (PUCs) e instituições federais de ensino superior (UFs e IFs). “O aluno vai levar um histórico escolar para o mercado de trabalho ou para a pós-graduação em que a exigência da nota 6,0 já o coloca em um patamar de excelência”, destaca.

A gestora ainda ressaltou que a mudança não afeta a forma como a média é calculada hoje, continuando com a fórmula atual para a soma dos resultados de N1 e N2, “bastante exitosa”. Antes da alteração, destaca, a base de dados da universidade já apontava que a maioria dos estudantes de graduação alcançavam a nota naturalmente. “Sair de uma média 5,0 para 6,0 não impactará no cotidiano de todos aqueles que buscam a excelência acadêmica”, afirma.

Proibido fumar

Quanto às regras comuns aos membros da comunidade universitária, o artigo 373 estipula que: “é proibido o uso de cigarros, cachimbos, cigarrilhas, charutos, ou qualquer outro produto derivado ou não do tabaco, em todos os espaços da universidade, abertos ou fechados, de uso individual ou coletivo”.

A universidade iniciou uma campanha de conscientização no ano passado e, a partir de agora, a medida já entra em vigor. O objetivo é a promoção da saúde e controle do tabagismo na universidade, além de colaborar com a meta da Organização Mundial de Saúde de reduzir em 30% o consumo do tabaco até 2025.