Compartilhar, , Google Plus, Pinterest,

Imprimir

Publicado em:

Acadêmicos elaboram planos de gestão em saúde para municípios

Estudantes elaboraram planos estratégicos para traçar ações efetivas e solucionar problemas na área da Saúde

© by Weslley Cruz

Os acadêmicos do Módulo VIII do curso de Medicina apresentaram na manhã desta terça-feira, 12, durante a II Jornada de Gestão em Saúde, na Área 4, diversas análises de planos de gestão de municípios do interior de Goiás. Participaram da apresentação, professores, estudantes e secretários de saúde das cidades de Inhumas, Brazabrantes, Edéia, São Francisco e Damolândia.

Em parceria com os municípios, grupos de estudantes elaboraram um plano estratégico para traçar ações efetivas para atender demandas e solucionar problemas na área da saúde. A coordenadora do curso de Medicina, profa. Luciana Pinelli pontuou que a gestão em saúde é uma das áreas definidas das diretrizes do MEC e, em função disso, o profissional em formação necessita de conhecimentos gerais acerca da gestão: “nada melhor do que fazer um exercício de metodologia ativa, para execução de um plano. Isso proporciona a experiência de como executá-lo e, a partir disso, modificar uma comunidade”, afirmou.

O acadêmico Peterson Lima, que juntamente a um grupo de alunos elaborou um plano de gestão para o município de Inhumas, observou que muitas pessoas no município morrem em decorrência de câncer e doenças do aparelho respiratório. “Uma ação simples de luta contra o tabagismo soluciona dois problemas ao mesmo tempo. Muitas pessoas no interior do estado morrem por esses motivos e isso está muito relacionado ao estilo de vida”, declarou.

Secretaria do município, Fabianne Leão, prestigiou a apresentação dos estudantes e aprovou a iniciativa. “Foi uma parceria de grande valia, os alunos nos ajudaram com dados e orientação para executarmos o plano municipal”, disse. Os planos foram supervisionados pela docente do curso de Medicina, profa. Maria Lúcia Carnelosso. Na ocasião, ela refletiu que o papel do estudante não é atender apenas a assistência hospitalar, mas também compreender o planejamento de gestão.

“Nossos gestores, em sua maioria, são profissionais médicos, muitas vezes sem conhecimento administrativo. É importante que eles saibam fazer uma análise da situação de saúde da população, elaborar políticas públicas que possam melhorar os indicadores dessas cidades, para que sejam bons gestores na área da Saúde”, complementou.

  • 171212 - 2ª jornada gestão saúde - med - wc (3)
  • 171212 - 2ª jornada gestão saúde - med - wc (18)
  • 171212 - 2ª jornada gestão saúde - med - wc (5)
  • 171212 - 2ª jornada gestão saúde - med - wc (9)
  • 171212 - 2ª jornada gestão saúde - med - wc (8)
  • 171212 - 2ª jornada gestão saúde - med - wc (11)
  • 171212 - 2ª jornada gestão saúde - med - wc (17)
  • 171212 - 2ª jornada gestão saúde - med - wc (12)
  • 171212 - 2ª jornada gestão saúde - med - wc (13)
  • 171212 - 2ª jornada gestão saúde - med - wc (19)
  • 171212 - 2ª jornada gestão saúde - med - wc (21)

Fotos: Weslley Cruz