Compartilhar, , Google Plus, Pinterest,

Imprimir

Publicado em:

Maior edição do Congresso de Ciência e Tecnologia é encerrada com premiação

Congresso contou com quase 13 mil participantes e mais de 3,3 mil trabalhos científicos apresentados

© by Jota Junior

Tímido, o rapaz de camiseta azul sentado em uma das primeiras fileiras do auditório recebia os parabéns e aguardava a hora da premiação, quando subiria no palco por ter vencido, junto com os colegas de grupo, a modalidade Cálculo 1 da concorrida Olimpíada da Calculo que integrou o 3º Congresso de Ciência e Tecnologia da PUC Goiás.

“Ele é um exemplo”, reforçou a professora Mírian Gusmão, diretora da Escola de Ciências Exatas e da Computação e coordenadora da olimpíada. “Tive medo porque precisei me preparar muito”, confessou, já do lado de fora do auditório, com o certificado de 1º lugar na mão. As horas de preparo, claro, viraram sorrisos e abraços de incentivo. Sem saber, o acadêmico de Ciências da Computação Mauro Inácio Ferreira Junior inspirou muita gente. Integrante do Programa de Acessibilidade da universidade, ele é usuário de implante coclear, um dispositivo eletrônico que, após instalado, proporciona sensação auditiva aproximada à fisiológica. “Estou muito feliz”, disse, com um sorriso, explicando que em casa também receberam com muito orgulho a notícia.

A maior edição de todas

A entrega dos certificados aos primeiros colocados nas olimpíadas de Cálculo e de Química e dos trabalhos premiados na Mostra Científica das Ligas Acadêmicas foi realizada durante a cerimônia de encerramento do Congresso, na noite desta sexta-feira, 20, no Auditório da Área 1. Lotado de alunos e professores, o espaço bem representou o espírito do evento.

“Estamos encerrando um mega-congresso. Tivemos mais de 3,3 mil trabalhos apresentados e quase 13 mil participantes nesses dias”, comemorou a pró-reitora de Pós-Graduação e Pesquisa, professora Milca Severino. Os números – maiores que os da edição passada – também vieram acompanhados de qualidade, com avaliadores externos, como da Capes e de outras universidades, elogiando formalmente as produções. “Estamos muito felizes. Foi um congresso de muito envolvimento, muita criatividade, muita abrangência. Achamos o formato que faltava”, explicou o reitor Wolmir Amado.

Para a próxima edição, em outubro de 2018, fica o desafio e a vontade de fazer ainda melhor. O planejamento começa já após o feriado.