Compartilhar, , Google Plus, Pinterest,

Imprimir

Publicado em:

Com obras de seus discípulos, mostra comemora centenário de Confaloni

Exposição fica aberta ao público até o dia 22 de novembro, na Galeria PUC, na Área 3

© by Wagmar Alves

Trabalhos de 17 ex-alunos e seguidores do frei Nazareno Confaloni, considerado o fundador da arte moderna no Centro-Oeste, fazem parte da mostra A Escola do Frei – Exposição de talentos despertados na EGBA (Escola Goiana de Belas Artes), que permanece aberta à visitação até o dia 22 de novembro. A exposição fica na Galeria PUC, na Área 3, Praça Universitária, das 9h às 12 horas e das 16h às 20 horas. Ao todo, são 56 trabalhos, entre pinturas, desenhos, gravuras, esculturas e objetos. O agendamento de visitas pelas escolas pode ser feito pelo telefone 3946-1361. A entrada é franca.

Iniciativa da PUC Goiás, da Arquidiocese de Goiânia, da Ordem dos Pregadores (Frades Dominicanos) e da Escola de Arquitetura da universidade, a mostra dá sequência às comemorações do centenário do artista italiano radicado em Goiás e morto em 1977. No primeiro semestre, outra exposição já havia reunido obras do religioso produzidas nas décadas entre as décadas de 1950 e 1970. Confaloni ajudou a criar a hoje Escola de Artes Arquitetura da universidade e também atuou nas origens da instituição, no final dos anos 1950.

A profa. Nancy de Melo Pereira, curadora da inciativa junto com a aluna de Design, Tainá Guimarães Coelho, explica que as obras expostas são oriundas do próprio acervo da Escola de Arquitetura e dos artistas, parte deles também colecionadores. “Eles consideram o frei como seu grande professor. A exposição é apenas um pequeno recorte entre os alunos e os professores da antiga EGBA”, explica.