Compartilhar, , Google Plus, Pinterest,

Imprimir

Publicado em:

Egresso de Arqueologia recebe prêmio do Iphan

Marcos Paulo de Melo Ramos foi premiado na categoria Monografia de Graduação.

© by Foto de Arquivo

O egresso do curso de Arqueologia da PUC Goiás, Marcos Paulo de Melo Ramos, foi premiado pelo Instituto Nacional de Proteção do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (IPHAN), na categoria Monografia do 5° Prêmio Luis Castro de Faria/2017. Esta foi a edição comemorativa dos 55 anos da Lei de Arqueologia (lei n°3924/61). A cerimônia foi no dia 13 de setembro, no Museu de Arqueologia da Universidade Federal do Piauí (UFP), em Teresina (PI), durante o XIX Congresso da Sociedade de Arqueologia Brasileira, no âmbito das comemorações dos 80 anos do Iphan.

O trabalho foi orientado pela professora Dr. Sibeli Aparecida Viana. A entrega do prêmio ocorreu no XIX Congresso da Sociedade de Arqueologia Brasileira, realizado na Cidade de Teresina, na Universidade Federal do Piauí.​ Marcos Paulo foi premiado na categoria Monografia de Graduação.

Os vencedores:

Categoria Artigo Científico: Temporalidades e Saberes Inscritos em Ruínas e Memórias, de autoria da Drª. Camilla Agostini, Professora Adjunta do Departamento de Arqueologia da Universidade Estadual do Rio de Janeiro, obtendo nota 10,0.

Tempus Edax, Homo Edacior: Explorações Científica e Econômica em Sambaquis do Brasil, de autoria de Marília Oliveira Calazans, Mestre em Ciências pela Universidade de São Paulo, obtendo nota 9,8.

Categoria Graduação (monografia): As Indústrias Líticas do Holoceno Médio no Sítio GO-JA-01: Uma Reavaliação a Partir da Abordagem Tecnofuncional, de autoria de Marcos Paulo de Melo Ramos, desenvolvida no âmbito da Graduação em Arqueologia do Instituto Goiano De Pré-História e Antropologia da Pontifícia Universidade Católica de Goiás, sob orientação da Profª Drª Sibeli Aparecida Viana, obtendo nota 10,0.

Categoria Mestrado: Potes que Encantam: Estilo e agência na cerâmica polícroma da Amazônia Central, de autoria de Erêndira Oliveira, desenvolvida no âmbito do Curso de Pós-Graduação em Arqueologia do Museu de Arqueologia e Etnologia da Universidade de São Paulo, sob orientação da Profª Drª Elaine Farias Veloso Hirata, obtendo nota 10,0.

Categoria Doutorado: Caracterização do Modo de Vida dos Sambaquieiros que Ocuparam o Litoral Paraense: Quatipuru, Pará, Brasil, de autoria de Paulo Roberto do Canto Lopes, desenvolvida no âmbito do Programa de Pós-Graduação em Arqueologia do Museu Nacional da Universidade Federal do Rio de Janeiro, sob orientação da Profª Drª Maria Dulce Barcellos Gaspar de Oliveira, obtendo nota 8,1.