Compartilhar, , Google Plus, Pinterest,

Imprimir

Publicado em:

Egressos recebem maior premiação de comunicação para estudantes

Documentário jornalístico ganhou prêmio nacional durante a Expocom

© by Divulgação

O documentário Serra Dourada, produzido pelos egressos do curso de Jornalismo da PUC Goiás, Paulo Ruan Decaris e Maria Ritha Paixão, venceu a categoria Documentário Jornalístico e Grande Reportagem em Vídeo e Televisão, no último dia 9 de setembro, último dia da programação da Exposição de Pesquisa Experimental de Comunicação (Expocom). O filme aborda as histórias de pessoas que viveram nessa região e que estavam presentes no início do processo de colonização de Goiás.
A premiação faz parte da programação do 40º Congresso Brasileiro de Ciências da Comunicação realizado de 4 a 9 de setembro de 2017, na Universidade Positivo (UP), em Curitiba (PR). O documentário vencedor é resultado do Trabalho de Conclusão de Curso da dupla, com orientação do professor Enzo de Lisita. Antes de vencer a categoria nacional, o documentário já havia vencido o Expocom Centro-Oeste, em Cuiabá, em julho.
A vitória abre portas para os jornalistas. Maria Ritha estuda para concurso, mas quer oportunidade para trabalhar com cinema. “Pra minha formação foi um experiência incrível, porque produzir um documentário da dimensão que fizemos, com toda uma locação e deslocamento de espaço, pessoas, equipamentos, para uma primeira vez, não foi fácil. Mas vai repercutir na minha carreira lá na frente, porque quero seguir na área de cinema”, afirma ela.
Já Paulo Ruan trabalha na PUC TV e acredita muito na área de audiovisual. “Gosto de trabalhar com produção e com televisão e o documentário me proporcionou que eu colocasse tudo isso que eu gosto em prática”, explica ele, que espera produzir outros documentários. Entre os compromissos dele, está levar a história de Goiás para outros cantos do país. Ele representou a dupla durante a premiação e falou da importância da programação pela troca de experiências com comunicadores em todo o Brasil.
O documentário já cumpre agenda de veiculação. Em agosto, foi exibido no Centro Cultural Cora Coralina, no dia 14, estará no FestCine e também será exibido na 16º Mostra Audiovisual Universitário América Latina, na Universidade Federal do Mato Grosso.