Compartilhar, , Google Plus, Pinterest,

Imprimir

Publicado em:

PUC Goiás inaugura novo câmpus voltado para extensão e pós-graduação

Nova unidade está localizada no Setor Oeste, em Goiânia

© by Weslley Cruz

Em manhã festiva, a PUC Goiás inaugurou o Câmpus IV da instituição, localizado no Setor Oeste, em Goiânia, voltado para cursos de idiomas, extensão e pós-graduação Lato Sensu, na sexta-feira, 2. No local funcionarão nova unidade da PUC Idiomas, que hoje já possui 1.500 alunos, e cursos de extensão voltados para a comunidade. O novo espaço com 1.812 m² de área construída foi cedido pela Igreja São Nicolau de Goiânia, onde funcionou anteriormente a escola ligada à paróquia ortodoxa, e após reforma está aberto à comunidade.

O evento de inauguração reuniu autoridades das duas igrejas, do estado e da PUC Goiás. Segundo o reitor da PUC Goiás, professor Wolmir Amado, a parceria reforça o sentido mais amplo de igreja e dá impulso ao projeto global da instituição. “Reforma e ampliação dão novo impulso para este espaço, valorizam o legado histórico, nos aproxima ainda mais, integram ao projeto global da universidade e se tornam expressão de serviço de melhor qualidade”.

Entre os presentes, o presidente da Sociedade Goiana de Cultura e grão-chanceler da PUC Goiás, dom Washington Cruz, reafirmou a colaboração recíproca entre ortodoxos e católicos. “Nós ainda não somos perfeitamente unidos, no campo doutrinal, no campo social, dos estudos, da saúde e do trabalho, somos solidários e podemos ajudar uns aos outros”. Ele fez leitura bíblica e abençoou o público presente.

Líder da igreja ortodoxa, dom Damaskinos Mansour, arcebispo metropolitano da Igreja Ortodoxa do Brasil, veio à Goiânia participar do evento e prestigiar o líder da igreja local, padre Rafael Magúl, responsável pela parceria junto ao reitor Wolmir Amado. “A igreja, desde o início, trata da educação em todos os campos. Estou feliz, essa unidade reúne nossos princípios e aponta para o futuro”, explicou ele, que homenageou o professor Wolmir com a entrega de uma obra de arte, feita em Damasco, representando a Santa Ceia.

O objetivo com a unidade, que está aberta para o público, é expandir o ensino de idiomas e facilitar o acesso da comunidade aos cursos de extensão, já oferecidos pela instituição. O novo prédio compõe o complexo de cinco câmpus da instituição e ganha a numeração usada anteriormente no câmpus de Ipameri. “Nele haverá várias atividades voltada para a formação”, destacou o reitor.