Compartilhar, , Google Plus, Pinterest,

Imprimir

Publicado em:

Abertas inscrições para Bolsa Universitária

Estão abertas as inscrições até o dia 20 para o processo seletivo 2017/2 do Programa Bolsa Universitária da Organização das Voluntárias de Goiás (OVG). Serão oferecidas dez mil bolsas, sendo nove mil parciais e mil integrais. As inscrições devem ser feitas somente no site da OVG (www.ovg.org.br).

Após acessar o site, o estudante deve clicar no Portal Bolsa Universitária, no lado direito da página, e entrar em INSCRIÇÕES. O candidato precisa ler com atenção o edital para se inteirar de todos os requisitos exigidos para concorrer a uma bolsa de estudos. O edital contém todas as informações e esclarecimentos sobre o assunto. O próximo passo é clicar no link para preencher o formulário de inscrição. Após concluir o preenchimento, ele tem que imprimir o formulário.

Podem concorrer ao benefício estudantes matriculados em instituições de ensino superior privadas ou em fundações municipais que cobram mensalidade, situadas em todo o Estado de Goiás e credenciadas do PBU. O critério socioeconômico é sempre o principal parâmetro de avaliação para a seleção dos beneficiados. Estão aptos a concorrer à bolsa universitários que comprovem renda familiar de até seis salários mínimos, para pleitear a bolsa parcial; e de até três salários mínimos, para concorrer à bolsa integral.

No dia 5 de setembro será divulgada a convocação para a entrevista com a respectiva data no site da OVG. As entrevistas terão início no dia 11 de setembro, na capital e no interior do Estado.

Durante a entrevista, os estudantes convocados deverão apresentar toda a documentação exigida no edital. O aluno deverá ter em mãos o formulário de inscrição impresso, foto 3×4, cópias e originais dos documentos pessoais e apenas cópia dos documentos do grupo familiar. É importante checar no edital a relação de todos os documentos. O não comparecimento do candidato resultará na desclassificação automática do processo seletivo.

O PBU foi criado pelo Governo de Goiás em 1999 e, desde então, 180 mil estudantes menos favorecidos social e economicamente foram beneficiados em todo o Estado.