Compartilhar, , Google Plus, Pinterest,

Imprimir

Publicado em:

Farmácia forma primeira turma

Ao todo, 33 acadêmicos colaram grau neste semestre

O sentimento de dever cumprido deu o tom à formatura da primeira turma do curso de Farmácia da PUC Goiás, na noite desta quarta-feira (23). Solenidade no Auditório da Área 4, na Praça Universitária, reuniu formandos, familiares, professores e gestores da universidade em um momento de celebração ao encerramento desta etapa da formação. Onze alunos participaram do evento.

Ao todo, a turma é composta por 33 acadêmicos. Os outros 22 participaram de colações institucionais. Aberto em 2012, o curso integra a Escola de Ciências Médicas, Farmacêuticas e Biomédicas.

O reitor da PUC Goiás, prof. Wolmir Amado, classificou a formatura como um passo histórico para a instituição. “Este momento inaugura o futuro de uma longa história e se incorpora também a uma área estruturada, de longa data, na universidade. A abertura do curso e a formatura são passos importantes, abrangendo áreas do conhecimento que expressam um serviço não só qualificado, mas também de maior abrangência para Goiás e para o país”, afirmou.

Diretor da Escola de Ciências Médicas, Farmacêuticas e Biomédicas, o prof. Wilson de Melo Cruvinel lembra que o projeto para a criação do curso começou 2008. Ele cita o empenho da instituição em abrir a graduação e os diferenciais em relação ao projeto pedagógico e às práticas de ensino, com a inserção de pesquisa e de tecnologia.

“É um curso que trabalha com metodologia ativa”, exemplifica. “É a realização de uma grande meta para a universidade e para a escola”, define.

Mercado
Boa parte dos formandos já ocupa vagas no mercado de trabalho, em diferentes áreas, conforme explica o coordenador do curso, prof. Vinícius Barreto da Silva. A formação ofertada pela PUC Goiás foca a atuação no mercado de indústrias, na produção de medicamentos, no atendimento ao paciente e na tecnologia farmacêutica.

“Foram cinco anos de trabalho intenso do corpo docente e dos alunos. Esses estudantes estão alancando espaços representativos no mercado de trabalho goiano e nacional. Isso valida todo o trabalho dos professores e da administração”, ressalta.

Paraninfo, o prof. Leonardo Luiz Borges, comentou sobre a relação próxima com a turma, que marcou sua estreia na docência universitária. Atuando nas áreas de bioestatística e farmacologia, ele diz ter acompanhando os formandos em vários períodos e estreitados os laços para além da sala de aula.

“Criamos um vínculo, um relacionamento de quase pai e filho. Sinto orgulho em saber que contribui um pouco com esse momento, que tivemos bons frutos”, diz.

Formanda, Amanda de Jesus Rocha, 25 anos, não escondia a alegria em participar da colação. Para ela, esta primeira turma entrará para a história da PUC Goiás. “É uma honra. Nesses cinco anos, evolui muito pessoalmente e pessoalmente. Estamos preparados para servir a sociedade”, diz ela, que já iniciou a pós-graduação. Pretende atuar na área de prescrição farmacêutica.