Compartilhar, , Google Plus, Pinterest,

Imprimir

Publicado em:

MEC confirma nota geral da PUC Goiás com aumento do índice de avaliação dos cursos

A PUC Goiás manteve a nota 3 no Índice Geral de Cursos (IGC) de 2015, divulgado na última quarta-feira, 8, pelo Ministério da Educação (MEC); subindo 6 décimos em relação ao ano anterior na média contínua. O índice leva em consideração o desempenho dos estudantes, a infraestrutura, a formação dos professores e ainda indicadores da pós-graduação. O IGC vai de 1 a 5, sendo 1 e 2 considerados insuficientes.

No Brasil, foram avaliados 8.121 cursos, sendo que 67% das instituições alcançaram nota 3. Da universidade, foram avaliados 41 cursos. Apenas Ciências Aeronáuticas e Arqueologia não participam do índice.

A avaliação do IGC é um retrato parcial do desempenho da instituição nos três últimos anos avaliados, até 2015. É o resultado da média do Conceito Preliminar do Curso (CPC) – que considera infraestrutura e corpo docente dos cursos de graduação no período e o resultado dos acadêmicos no Exame Nacional de Desempenho de Estudantes (Enade) – e da avaliação da Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes) dos cursos de pós-graduação.

A cada ano o MEC avalia grupos diferentes de cursos, finalizando o ciclo avaliativo de todos os cursos, divididos em três grandes grupos, em um triênio. Em 2015, foram avaliadas as graduações nas áreas de Ciências Sociais Aplicadas, Ciências Humanas e áreas afins. Foram avaliados os alunos dos cursos de Administração, Ciências Contábeis, Ciências Econômicas, Jornalismo, Publicidade e Propaganda, Design, Direito, Psicologia, Relações Internacionais e Gastronomia. Entre 2013 e 2015, a PUC Goiás atingiu nota maior ou igual a 3 em 36 cursos.

Segundo a pró-reitora de Graduação, Sônia Margarida, o índice é um indicador da qualificação do ensino superior brasileiro e oferece indicações para o planejamento das ações e das políticas institucionais. A PUC Goiás está em crescimento constante nos últimos anos. Na apreciação desses avanços deve ser levada em conta a complexidade da Instituição, hoje com 43 cursos de graduação em todas as áreas e 11 programas de pós-graduação. Por isso, alerta a pró-reitora, ao analisar os índices é necessário ter sempre o cuidado de levar em conta a natureza da instituição.