Compartilhar, , Google Plus, Pinterest,

Imprimir

Publicado em:

Pris promove ciclo formativo com alunos voluntários

© by Wagmar Alves

Mesmo com a universidade tranquila à tarde, uma sala da Escola de Formação de Professores e Humanidades da PUC Goiás chamou a atenção. Não foi a primeira vez. Em sua segunda semana, os alunos que serão voluntários nos projetos Alfadown e Aprender a Pensar do Programa de Programa de Referência em Inclusão Social (Pris) se reuniram nesta terça-feira, 14, para mais uma etapa do ciclo de formação conjunta entre as equipes. Dessa vez, o tema trabalhado foi genética, com o professor Aparecido Divino (Peixoto).

“É a primeira vez que o Ciclo Formativo é feito em conjunto com os dois projetos. Será importante para que eles tenham uma visão do todo, já que os projetos trabalham a inclusão”, frisa a coordenadora do Pris, professora Juliana Hannum.

Ao todo, cerca de 110 acadêmicos de graduação da universidade participam dos encontros semanais para estudarem conceitos e questões ligados a temas como a inclusão social e educacional, superdotação e altas habilidades, aspectos genéticos da Síndrome de Down, além dos procedimentos pedagógicos desenvolvidos em cada um dos projetos. Os encontros formativos terminam em março, quando começam as atividades com os 120 educandos que participarão do PAP e do Alfadown neste semestre.