Compartilhar, , Google Plus, Pinterest,

Imprimir

Publicado em:

Educação continuada e dignidade para a pessoa idosa

Unati começa ano com novidades no atendimento à terceira idade

© by Arquivo Dicom

O ano de 2016 foi de sucesso para o Programa de Gerontologia Social (PGS) da PUC Goiás, responsável por ações e projetos voltados aos idosos. Somente no último semestre, mais de 700 vagas foram disponibilizadas para as oficinas da Universidade Aberta à Terceira Idade (Unati), que, em 2017, completa 25 anos de atuação.

“No Brasil, a Unati da PUC Goiás é uma das propostas mais antigas”, frisa a coordenadora do PGS, professora Lisa Valéria Torres. “A Unati traz a oportunidade do convívio social, da melhora da qualidade de vida. São poucos espaços que favorecem esse diálogo. Infelizmente, o idoso ainda não tem um reconhecimento, no Brasil, como tem em outros lugares. E o nosso país está envelhecendo. A cada ano que passa nós temos uma configuração demográfica diferente. A universidade reconhece a importância disso”, afirma.

Para o ano de 2017, a expectativa é de qualificação e ampliação dos projetos do PGS e de novas iniciativas. Entre as propostas, está um projeto de intergeracionalidade, ligando os idosos a crianças e adolescentes. “Vai envolver parcerias com outros espaços, para o idoso que não pode vir até a Unati. O idoso que é semidependente ou totalmente dependente”.

Outra novidade é a possível parceria com uma entidade portuguesa e o fortalecimento da ação de voluntários dentro do programa. Professores, alunos e pessoas da comunidade que desejem contribuir com as oficinas da Unati como professores ou colaboradores poderão procurar o PGS a partir do início de fevereiro. “A gente está aberto a receber, se a pessoa tem algum dom, quer ensinar algo que aprendeu ao longo da vida para as outras pessoas, ser um multiplicador”, destaca a coordenadora. Os interessados poderão entrar em contato pelo telefone: (62) 3946-1339. As matrículas, para alunos, serão abertas também em fevereiro.