Compartilhar, , Google Plus, Pinterest,

Imprimir

Publicado em:

Inscrições para curso gratuito de alfabetização começam na segunda

Adultos podem se inscrever por telefone; aulas são na EFPH, toda sexta-feira à tarde

© by Weslley Cruz

Conhece algum adulto que não sabe ler ou escrever? Na PUC Goiás, o Projeto de Educação e Cidadania (PEC) promove gratuitamente o curso de alfabetização para adultos, com matrículas durante todo o ano. As inscrições para 2020 começam na próxima segunda-feira, 17, por telefone.

Realizadas na Escola de Formação de Professores e Humanidades (EFPH), no Setor Leste Universitário, as aulas ocorrem toda sexta-feira, das 14h às 17 horas, e contam com o acompanhamento de professores e acadêmicos voluntários do PEC, projeto de extensão ligado ao Programa de Direitos Humanos da universidade.

Por ser de fluxo contínuo, as aulas são temáticas, mas a didática permite que o foco seja o aluno, individualmente, permitindo que cada educando receba atenção nas dificuldades que possui e nas habilidades que gostaria de desenvolver, como ler palavras, números e escrever nomes. As iniciativas podem simplificar ações do dia a dia que são verdadeiras lutas para quem não sabe ler ou escrever, como pegar um ônibus, olhar preços em um supermercado ou ter a assinatura de próprio punho no documento de identidade. Dignidade, autonomia e autoconfiança são alguns dos objetivos.

No Brasil, apesar de um tímido avanço no número de alfabetizados nos últimos anos, a taxa de analfabetos continua preocupante: 6,8% da população, o equivalente a 11,3 milhões de brasileiros. Entre idosos, os números chamam ainda mais atenção: estima-se que 27,5% das pessoas negras e 10,3% das pessoas brancas com mais de 60 anos sejam analfabetos no país. O levantamento é o mais recente divulgado pelo IBGE, em 2019.

Em Goiânia, as inscrições para as aulas gratuitas de alfabetização na PUC podem ser feitas pelo telefone (62) 3309-6154 a partir de segunda-feira, 17 de fevereiro, e seguem abertas para novos alunos durante todo o ano. Se o adulto interessado não tiver condições de ligar, o contato pode ser feito por outra pessoa próxima, desde que acompanhada pelo (a) futuro estudante.