Compartilhar, , Google Plus, Pinterest,

Imprimir

Publicado em:

Alunos fazem documentário sobre violência contra jornalistas

Filme é resultado de Trabalho de Conclusão de Curso (TCC) e traz entrevistas com nomes como Lília Teles, Márcio Venício Nunes, Valério Luiz Filho e Maria José Braga

Os alunos do curso de Jornalismo da PUC Goiás Alexandre Araújo, Pollyanna Silva e Vinicius Pacheco produziram como Trabalho de Conclusão de Curso o documentário Fale agora ou “cálice” para sempre, que narra os diversos tipos de violência vividos pelos jornalistas no exercício da profissão. São personagens do filme a presidente da Federação Nacional de Jornalistas (Fenaj), Maria José Braga, a repórter da Rede Globo, Lília Teles, o repórter, editor e apresentador da TV Anhanguera, Márcio Venício Nunes, o repórter da TV Anhanguera no Tocantins, Thiago Vieira, além do filho do radialista Valério Luiz, Valério Luiz Filho. Valério Luiz foi assassinado em Goiânia, na porta da rádio onde trabalhava, no dia 5 de julho de 2012.

Os jornalistas falam, no filme, das diversas formas de violência que sofrem durante o trabalho realizado no cotidiano, como agressões verbais, repressão, censura, agressões físicas e até ameaças de morte. Maria José Braga afirma que o trabalho do jornalista não pode justificar a violência praticada contra o profissional, que deve ser combatida com normas de segurança mais eficazes. Marcio Venicio pondera que a violência ocorre contra o jornalista, contra a liberdade de expressão, contra a população e a sociedade como um todo.

O documentário foi orientado pela professora Eliani Covem. A banca avaliadora do filme dos alunos será realizada nesta sexta-feira, 9, às 20h30, na sala 207-B, Câmpus V, no Jardim Goiás, e terá como professores avaliadores Joãomar Carvalho e César Viana. Confira aqui o trailer do filme.

 

Texto: Eliani Covem, professora da Escola de Comunicação da PUC Goiás