Compartilhar, , Google Plus, Pinterest,

Imprimir

Publicado em:

PPGCR comemora duas décadas com memórias

Programa trouxe fundadores, professores e funcionários para rememorarem causos e fatos do passado com os pesquisadores atuais

© by Ana Paula Abrão

Dando continuidade às celebrações na Escola de Formação de Professores e Humanidades (EFPH), o Programa de Pós-Graduação em Ciências da Religião (PPGCR) comemorou na noite desta quinta-feira, 28, suas duas décadas de fundação com uma mesa composta por nomes históricos no programa: os professores Valmor da Silva, Carolina Teles Lemos, Irene Dias de Oliveira e a ex-secretaria das primeiras gestões, Geyza Pereira. Após trazerem memórias sobre o período, o corpo de professores, pesquisadores e estudantes se uniram para a celebração, com direito a salgados e bolo.

“É um programa conceito 5 [o máximo, na avaliação da Capes, é 7], que está se reestruturando a partir das novas exigências da Capes, do nosso novo contexto. Temos em vista projetos em rede e um fortalecimento ainda maior”, explicou o coordenador, professor dr. Clóvis Ecco. Na história do programa, que tem mais de 45 alunos e 12 professores, mas que já titulou 307 mestres, 75 doutores e oito pós-doutores, estão as primeiras defesas de mestrado [2001] e de doutorado [2011] da universidade. “É gente que vem de muito longe, de outras regiões do país”.

Representando a Pró-Reitoria de Pós-Graduação e Pesquisa (Prope), o coordenador da Pós-Graduação Stricto Sensu Darlan Tavares Feitosa parabenizou o PPGCR destacando o caráter do programa em valorizar o fator humano, seus professores e alunos. “Encontrei no programa um grupo muito comprometido com os estudantes, com quem eles iriam formar. São mais de 380 vidas que foram transformadas e que irão transformar outras vidas por onde passarem”, refletiu.