Compartilhar, , Google Plus, Pinterest,

Imprimir

Publicado em:

Exposição sobre Rodrigo Godá é aberta no dia 21

Biblioteca Central receberá "Aspectos da Contemporaneidade: Rodrigo Godá", com curadoria do professor Aguinaldo Coelho

Reconhecido nacional e internacionalmente, o artista plástico goiano Rodrigo Godá terá seu trabalho exposto e discutido na Biblioteca Central da PUC Goiás neste mês de outubro. A abertura da exposição Aspectos da Contemporaneidade: Rodrigo Godá, com curadoria do agitador cultural e prof. doutor Aguinaldo Coelho, da Faculdade de Artes Visuais (FAV) da Universidade Federal de Goiás, ocorre no dia 21, às 19 horas, no Hall da BC, como parte dos eventos em comemoração ao Jubileu de Diamante da universidade.

Vida e obra

Rodrigo Godá nasceu Rodrigo Alves Borges, em janeiro de 1980, em Goiânia. Aos 20 anos, fazia sua primeira exposição individual, na Galeria Confaloni. Logo em seguida, foi selecionado no Projeto Prima Obra da Fundaçaõ Nacional, iniciando uma trajetória de participações em seleções e convites para eventos de arte.

De lá para cá, conquistou admiradores e participou de numerosas exposições, individuais e coletivas, em grandes centros como Rio de Janeiro e São Paulo, e galerias, museus e feiras de arte pelo país, além de algumas no Chile, Cuba e Itália, onde se destaca atualmente.

Para o curador da exposição, Aguinaldo Coelho, a obra de Godá se destaca pelo grande número de elementos, texturas e cores. “Godá pratica uma pintura que tem diálogo com as características do surrealismo no Brasil, de Ismael Nery e Cícero Dias, incrementada com elementos da Pop Arte e HQs. Trabalha com técnicas variadas, no desenho e na pintura, ora em preto e branco – como nanquim e tinta a óleo – ora em cor – tinta a óleo, acrílica, aquarela e lápis de cor”. Atualmente, Godá possui residência em Goiânia e atelier em Pirenópolis.